Resenha #16: Despersonalização – Quando Conheci o Fundo do Poço, Daiana de Azevedo

Olá pessoal, tudo bem? Hoje eu trouxe uma resenha diferente para vocês, um conto! Vamos conferir?

11822867_475251015974280_1108132517105478865_n.jpg

Despersonalização é um transtorno psicológico onde a pessoa apresenta uma desordem dissociativa, às vezes não reconhecendo a si mesmo ou o ambiente externo, tendo a impressão de que as coisas ao seu redor sejam um filme e ela é apenas o espectador passivo, problema este comum, só que muitas vezes invisível. Nesse conto você se tornará intimo do personagem e descobrirá como uma pessoa com esse distúrbio psíquico passa os seus dias, acompanhará também o motivo e a cura desse mal, em uma história envolvente sobre um assunto de muita seriedade. Um conto que fará você analisar se está cuidando bem da sua mente e ponderar o que realmente vale a pena.

Este conto foi uma bela surpresa para mim. Confesso que, pelo título, esperava uma outra abordagem da autora sobre o assunto, já que já vi vários documentários e reportagens sobre o assunto. Aliás, isso que me fez querer ler o conto.

O personagem principal sofre deste distúrbio e em um dia que está na rua, tendo uma crise, encontra um pequeno gatinho e o leva para casa. A amizade construída entre os dois é essencial para a melhor dele em relação à sua doença. Ele tinha praticamente desistido de viver quando o encontra e um se apoia no outro.

O clímax acontece quando o protagonista encontra sua ex-mulher em um supermercado, grávida de outro homem. Nisso é explicado que o casamento acabou devido ao fato de ele não poder ter filhos e isso o abala profundamente. Com isso, ele entra em um crise terrível e a descrição de seus sentimentos é tão forte que eu realmente achei que ele iria acabar com a sua vida ali. Mas, ao contrário, ele encontra em seu pequeno amigo a força para sobreviver e tentar ser feliz.

O conto é bem pequeno, e é dividido três partes. A leitura é bem rápida e eu a fiz em questão de minutos. A escrita da autora é muito fluída e soube descrever perfeitamente o que uma pessoa com uma crise dessa passa, então acredito que seu trabalho de pesquisa tenha sido bem grande. É uma leitura muito boa para se fazer para entender melhor esse distúrbio e tentar encontrar uma maneira de ajudar pessoas que sofrem com isso. Recomendo muito.

Se vocês quiserem saber um pouquinho mais sobre a história, é só visitar a página no Facebook! https://www.facebook.com/despersonalizacaolivro/?ref=ts&fref=ts

Vocês podem encontrar o conto na Amazon: http://www.amazon.com.br/Despersonaliza%C3%A7%C3%A3o-Quando-conheci-fundo-po%C3%A7o-ebook/dp/B01316PYYG/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1438387306&sr=1-1&keywords=daiana+de+azevedo

Até mais, pessoal!

perfil2.png
Daiana Azevedo, blogueira, casada, 24 anos, carioca do interior, aspirante a escritora, com alguns livros na Amazon e outros na gaveta. Geminiana ferrenha, curiosa e inteligente que sonha dar a volta ao mundo. Falante por natureza, gosta de dar opinião em tudo e sabe conversar sobre qualquer assunto.

Vencedora do prêmio EBSA Awards 2016 na categoria melhor blogueira literária.

 

 

Anúncios

28 comentários sobre “Resenha #16: Despersonalização – Quando Conheci o Fundo do Poço, Daiana de Azevedo

  1. Nossa vendo a capa e o título eu também não esperava por esse enredo. Deve ser uma leitura bem rápida e eu achei a história interessante. O fato de o casamento ter terminado por ele não poder ter filhos e encontrar a ex grávida de outro homem, deve ser um momento bem tenso, ou melhor, triste, na leitura.

    Curtir

  2. tudo bem?! Achei bem interessante o enredo desse conto e o tema que ele aborda. Esse distúrbio com certeza deve ser horrível, acho que deve funcionar mais ou menos como uma fuga da realidade?? Eu tenho crise de pânico que é bem ruim também… por isso me identifiquei com o personagem e curiosa para saber como ele lida com suas emoções. Onde posso encontrar esse conto?

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nossa, não conhecia o transtorno e imagino que alguém que o vive deve levar uma vida bem diferente das nossas.
    Não conhecia o conto, mas fiquei bem curiosa para ler e entender melhor como funciona o distúrbio na pele de alguém que passa por ele.
    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    Curtir

  4. Oie…
    Que conto interessante! Fiquei com vontade de ler, pois, eu amo gatos ❤
    Essa história me lembrou u pouco "Um gato de rua chamado Bob", onde James era viciado em heroína e o bob, seu gatinho, o salvou do vício, e essa é uma história real.
    Beijos

    Curtir

  5. Meu deus que triste! que pesado, elem de tudo parece que ele sofre de depressão severa para parecer que quer acabar com a propria vida, e encontrar a ex gravida deve ter acabado com ele mesmo, que triste, não sou de ler contos assim, fico muito na depre e não posso ler livros muito depressivos (ja tive depressão e o medico não aconselha) mesmo assim gostei da resenha e o conto parece ser muito bem escrito….
    Beijocas….
    https://westfalllivros.blogspot.com

    Curtir

  6. É bem ruim como algumas pessoas hoje em dia acham que a depressão não é uma doença série, é muito bom existir autores que tem a proposta de falar sobre esse tema e mostrar como se sentem as pessoas que estão mal com seus sentimentos.

    Curtir

  7. Oi, tudo bem?

    Achei que você falou muito pouco do livro, mas compreendo, eu acho um pouco dificil falar de contos, qualquer coisa pode virar spoillers. Adorei a sua resenha, e o livro parece ser otimo, ainda mais por tratar de um transtorno como esse, dica anotada

    Curtir

  8. Oii!

    Contos são bastante interessantes. Hoje em dia é uma ótima aposta, devido a simplicidade, mas sem perder a qualidade em prender o leitor no enredo. Creio que este não seja diferente.

    Pelo que percebi, neste conto, há uma espécie de ajuda mútua, ainda mais se tratando de um assunto tão delicado e real.

    Amei sua abordagem!

    Curtir

  9. Oiee ^^
    Acho que ainda não conhecia a autora, mas este conto me chamou muito a atenção, gostei bastante da premissa dele. nunca li nada em que o personagem tivesse esse transtorno psicológico, então fiquei bastante curiosa para conhecer. O trabalho que a autora teve para escrever e descrever os sentimentos do personagem deve ter sido muito grande, com certeza vou querer conferir.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    Curtir

  10. Oiii, tudo bem?
    Eu não sou muito de ler contos, mas ultimamente eu tenho visto tantas dicas incríveis que está me dando vontade de os ler. Eu gostei muito da sua resenha, deu para perceber o tanto que o conto de envolveu.

    Curtir

  11. Oie!
    Eu não conhecia esse transtorno, e fico a imaginar o quanto deve ser emocionante, daqueles que mexe com as emoções do leitor. Um conto mais que indicado, e com certeza vou querer conferir, por mais que acredite que vá sofrer muito com o protagonista.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    Curtir

  12. Olá!
    Ainda não conhecia esse conto, mas achei a premissa bem interessante. Deve ter sido terrível ter o casamento finalizado por nao poder ter filho. Alem disso, deve ter sido pior ainda ver a mulher grávida de outro.
    A descrição dos sentimentos devem ser intensas. Anotei a dica, pois acho que vou curtir muito.
    Beijos

    Curtir

  13. Olá!
    Gosto muito de livros que nos leva entender uma pessoa que tem um certo tipo de doença. Não conhecia essa doença, mas fiquei super interessada em ler o conto para saber mais sobre ela e como o personagem supera.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s