Resenha #25: A Face Inversa do Amor, Rafaela Perensin

Olá pessoa, tudo bem?

Hoje trouxe para vocês mais uma resenhas, mas dessa vez foi desse livro muito amorzinho da nossa parceira Rafaela Perensin, vamos conferir?

SAM_5392

A única certeza que temos na vida é a existência da dúvida. A indagação que permeia nossa mente e nos faz proferir aquelas simples três letras, que juntas são capazes de induzir um complexo portfólio de sensações E se?
A face inversa do amor é uma história se passa em Houston, uma cidade do Texas e retrata várias histórias interligadas por laços familiares, amorosos e profissionais, demonstrando o contraste entre atitudes pautadas pelo amor e pelo ódio.
Rejeição, segredos, amor e vingança são as chaves dessa trama que envolve Annie Macroff, uma jovem repleta de impressões e sensações que terá de pagar pelos erros de um passado que ela desconhece.
Conheça a história de alguém que se sentia ninguém e tente decifrar quem tem a razão nesse jogo de reversão de culpa.

A história começa contando a vida de Annie, que era desprezada pelos pais e não sabia o que tinha feito de errado para merecer isso. Um dia, seu motorista particular pede demissão e seu pai contrata outro às pressas, sem pesquisar, só para não ter dor de cabeça.

Porém, esse novo motorista na verdade é o ex-namorado de Lizze, mãe de Annie. Elizabeth, secretária de seu pai, amante e apaixonada por ele, sabia desde o começo e o contrata porque tem um plano de vingança contra Lizze. E é claro, logo ela se junta com Lincon, o novo motorista e que está com uma sede de vingança contra Lizze também por ela ter terminado o relacionamento dois dois de repente. O que esse ódio todo vai virar?

Fiquei muito feliz quando recebi esse livro da parceria porque eu amo histórias que envolvem dramas familiares e vários personagens secundários que estão ligados à trama principal mas que também têm uma história a parte.

SAM_5400.JPG

No começo já somos apresentados à dinâmica de vida dos Macroff e como são suas personalidades e já sabemos até porque Annie é desprezada por todos. Infelizmente, a menina já se conformou e apenas seguiu a vida. O negócio como a ficar bom quando aparece Lincoln e sabemos de seu plano. Mas a partir daí achei algumas inconsistências, como por exemplo, o plano é bem falho, então isso só daria certo mesmo na ficção, sem falar que em alguns momentos, a história começa a correr, te fazendo perguntar porque a pressa de trabalhar tudo aquilo em tão pouco espaço de tempo. Após a execução do plano com sucesso, temos a segunda parte da história, que os responsáveis pelo crime são presos, ou quase todos.

Nesta parte, em especial, gostei muito das histórias secundárias e torcia para os personagens conseguirem o que queriam.  O mais legal é que todo mundo se conhece, mas a partir da segunda parte do livro eles não têm nenhum envolvimento direto com a trama principal, o que foi muito bom para dar uma pausa em todos os acontecimentos.

Só não gostei o fim que os personagens tomaram. Não esperava um conto de fadas, mas esperava pelo menos um pouco mais de senso de justiça. Os pais de Annie acabaram pagando muito mais do que as pessoas que realmente cometeram o crime, e Lincoln se deu tão bem que me deu até uma raiva.

A escrita da autora é muito gostosa! O livro é dividido em capítulos bem curtos, que sempre tem em destaque uma frase de efeito que você lerá a frente, sem falar que em um mesmo capítulo podemos saber sobre várias histórias que ocorrem no livro, pois a autora trabalha com esse efeito. Fiquei apaixonada pelo livro e pela história em si, e indico muito a leitura para todos que gostam dessa temática ou até mesmo para quem não gosta ou não conhece e está disposto a ler alguma coisa nova, pois o livro é bem fino, tem apenas 170 páginas e você consegue ler bem rápido.

Foi uma leitura muito envolvente para mim com uma história que vou guardar no meu coração. Já virei fã da Rafaela e mal posso esperar para conferir seus próximos livros, pois sei que eles estarão ótimos!

Até mais, pessoal.

Anúncios

57 comentários sobre “Resenha #25: A Face Inversa do Amor, Rafaela Perensin

  1. Sabe que eu meio que me interessei pela história mas ao mesmo tempo não me interessei…
    Quer dizer, eu curto histórias com drama familiar e tal, mas essa coisa de amantes e ex se unindo para se vingar é algo que eu acho tão batido e desnecessário… E aí vc comenta que no final uns pagam mais do que os que deveriam pagar então… sei lá…
    Como disse, talvez leria… talvez não…. Ainda não sei…rs
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Entrevista #01 – Rafaela Perensin | Arsenal de Ideias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s