Resenha #31: Clér, Pablo Madeira

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês mais uma resenha, agora do livro Clér, do meu querido autor parceiro Pablo Madeira. Vamos conferir?

Clér frente (2)

Autor: Pablo Madeira

Assunto: Ficção, romance

Editora: Deuses

Edição: 1ª

Qtd de Páginas: 164

Tamanho: 14×21

 A decisão de sair da casa dos seus pais e ir morar com a sua tia em outra cidade foi necessária para Rodrigo. O jovem não suportava mais conviver com os problemas alcoólicos de seu pai e ser feliz era algo que não podia mais ser adiado. Se assumir homossexual não era uma das escolhas mais fáceis já que seu pai sempre dizia que jamais teria um filho gay.

Além das novas amizades e do primeiro emprego, Rodrigo irá sentir pela primeira vez o tão falado “amor à primeira vista” ao conhecer o jovem Clér. Mas nem tudo é o que parece e Rodrigo vai aprender que o preconceito pode existir em qualquer lugar e que, por esse motivo, às vezes precisamos guardar alguns segredos.

Com uma escrita leve, o autor nos mostra de maneira direta uma realidade vivida por muitos. Uma história para rir e chorar. Impossível parar de ler.

Começando a resenha com essa pequena sinopse que já fala muito do livro, Rodrigo então decide se mudar para Imenso Lar, uma cidade fictícia em Minas Gerais. Nessa nova cidade, Rodrigo conhece um mundo totalmente diferente e pode ser enfim uma pessoa nova e sem medos.

Primeiramente, Rodrigo é uma personagem que você se apega muito fácil, nos conquista rapidamente e nos envolvemos na sua história. Ele conhece um casal e então viram amigos, o que é muito legal de se ver essa amizade sendo construída ao longo das páginas.

Por meio de sua tia, conhece também a sobrinha de uma das amigas dela, Fernanda, e passando o Natal lá acaba conhecendo Clér. A maneira como o autor descreveu esse primeiro encontro foi muito legal, porque foi aquela coisa mesmo de amor a primeira vista, que nós conseguimos realmente sentir que a atração foi avassaladora.

Apesar de estar apaixonado, Rodrigo continua com a sua vida porque, para ele, Clér nunca iria se interessar. Até que certos acontecimentos mudam totalmente o destino dos dois, e em uma barraca, em um acampamento durante o ano novo, um novo romance (que para Rodrigo era praticamente impossível) começa.

Eu gostei muito do desenvolvimento desse romance, porque o autor conseguiu descrever todas as dificuldades entre as duas personagens: A primeira, gay assumido, querendo mergulhar de cabeça nesse romance e a segunda, que não entende ainda que está acontecendo, querendo deixar de lado e esquecer o que aconteceu, apesar de seus sentimentos serem mais fortes.

É um livro muito legal, para todos os públicos, por demonstrar o medo e as incertezas de duas pessoas apaixonadas que não sabem o que fazer. As personagens secundárias são maravilhosas também, especialmente a Tia Margareth, que acolhe Rodrigo em sua casa e seu casal de amigos, que sempre o ajuda e está ali para o alegrar.

O final do livro simplesmente me destruiu. Eu jamais imaginaria que isso iria acontecer, então fiquei simplesmente pegando meus caquinhos no chão. E foi muito importante porque assim o autor nos mostrou a verdade nua e crua de ser um homossexual no nosso país.

Com esse livro, podemos ver como a vida dessas pessoas não é nada fácil e, com isso, nos faz refletir até pequenos gestos de preconceito que fazemos e não nos damos conta. O livro traz, sobretudo, uma ótima reflexão sobre respeito e humanidade, me deixando pensar que talvez tenha sido a obra mais arrebatadora sobre o assunto que já tive a oportunidade de ler.

Até mais, pessoal!

Anúncios

39 comentários sobre “Resenha #31: Clér, Pablo Madeira

  1. OI, tudo bem? Eu amo a ideia de que cada vez mais a homossexualidade está sendo tratada de forma livre e igual. Se podemos ter um romance lindo entre homem e mulher, porque não entre pessoas do mesmo sexo. Tratar o assunto com leveza e respeito é a melhor forma de se expressar. Simplesmente amei. Parabéns pela resenha e parabéns ao autor do livro. Sucesso!
    http://www.facesemlivros.com/

    Curtir

  2. Eu ainda não conhecia o livro mas pela capa ele já mostra o que podemos esperar na história. Embora não seja uma obra que eu compraria para ler, acredito que a trama seja muito interessante e que a leitura seja fluída. Também achei o tema abordado importante e sei que abrirá os olhos de muita gente.

    Curtir

  3. Eita… que complicação, acho que deu até um nó na cabeça.
    Não digo sua resenha, mas até eu entender que Clér era um menino foi dificil… é um nome bem feminino né? daí eu fiquei, mas que merda é essa? O cara não era gay? Como assim?.. bug…
    A lerda, mas dá um desconto, ainda estou dormindo… kkkkkk
    Não é o tipo de leitura que eu faça, mas fico feliz de ver o estilo crescendo e ganhando espaço entre os autores nacionais… e a capa, nem preciso dizer, é um charme ♥ Sucesso ao autor!

    Raíssa Nantes

    Curtir

  4. Olá Carol,
    Ainda não conhecia esse livro, mas gostei bastante da premissa. Estou achando muito legal os autores trabalharem relacionamentos gays em vários livros, isso dissemina o conhecimento sobre o tema.
    A única coisa que não me agradou muito foi essa questão do amor à primeira vista, não gosto muito disso, mas, pelo que parece, isso foi trabalhado super bem na obra e não deixa a desejar.
    Vou anotar a dica e depois te conto de fiquei colhendo meus pedaços também com o final.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    Curtir

  5. Eu nao conhecia o livro, mas fui acompanhando sua resenha com muita empolgação.familia, amizade, amor…. Gosto de tudo isso em um livro, ate que você diz que o final te destruiu e ca fiquei eu imaginando um fim super ttiste. Gostei ds dica. Beijos

    Curtir

  6. Oi Carol!
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei bem interessada com ele.
    Acho super legal e importante termos histórias que tratam de relacionamento gays, poia ainda há muito preconceito. E por ser nacional, acho magnífico!
    Só li por enquanto um livro que tinha a história em volta de um casal gay e não gostei muito. Mas esse parece ser bem delicado nos momentos necessários, porém mostrando os problemas que eles passam, pois também é necessário…
    A única coisa que não gostei muito no enredo foi amor a primeira vista. Isso não me agrada muito e nem acredito muito, rsrs. Mas se foi bem construído e caiu bem na história, então tudo bem.
    Gostei da dica. Já foi anotado!
    Bjss

    Curtir

  7. Fiquei curiosa para saber como é o final da história. Pela forma como você pontua, parece que os personagens não ficam juntos. Gostei da temática do livro. É muito bom termos mais debate sobre o preconceito. Espero mesmo que um dia todos possam ser felizes, sem medo de viver suas histórias.

    Beijos!

    Curtir

  8. Achei a história bem interessante e parece que o autor acertou em todos os detalhes já que não conhecia o livro e sua resenha me fez querer ele para ontem.
    Ao mesmo tempo, não sei se quero meu coração destruído – mas quero saber o final….
    E como é interessante quando a gente percebe o quanto ainda temos de preconceito em pequenas atitudes sem perceber, achando que não são preconceitos só por serem pequenos….
    Adorei sua resenha 🙂
    Beijinhos,
    Lica
    amoreselivros.com.br

    Curtir

  9. Oi!
    Adoro livros com esse tema mas ainda não li nenhum nacional que abordasse o assunto e fiquei curiosa pra saber como o autor desenvolveu a história e ainda mais curiosa prs saber qual foi o desfecho, que parece não ter sido feliz. Vou anotar a dica pois me pareceu ser uma leitura muito interessante.
    Beijos!

    Curtir

  10. Olá!! 🙂

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste! 🙂 E ótimo que seja abrangente a nível de publico, por vários géneros! 🙂

    Fiquei a morrer por saber o que acontecera nesse final, que te deixou nesse estado?! 🙂 ahah Adorei a refelxao, especialmente porque toca no respeito e na humanidade que esta fazendo tanta falta por ai, não e mesmo? 🙂 eheh

    Boas leituras!! 😉
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    Curtir

  11. Oiee ^^
    Que livro mais lindo ♥ acho que ainda não o conhecia, mas eu AMO de paixão romances LGBT, então mesmo se você dissesse que não gostou do livro, ainda assim eu iria querer lê-lo…hehe’ AimeuDeus, final destroçante? *-* Oh God! Não sei se vou aguentar…hehe’ Fico muito feliz em saber que a história te encantou tanto, e que os personagens são (pelo menos parecem ser muito) apaixonantes! Quero para ontem!
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    Curtir

  12. Tenho visto vários livros com temáticas homossexuais ultimamente. Acho isso muito legal, já que, infelizmente, por mais que o modo de encarar LGBTs mudou muito nos últimos anos, ainda existe muito que ser refletido, principalmente no que condiz ao preconceito. Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro nacional com essa temática, e vou procurar saber mais sobre ele. Obrigada pela dica!

    Curtir

  13. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei muito animada, porque gosto de histórias com temática lgbt. E lendo sua resenha deu para perceber que o autor soube construir bem a história. O protagonista parece ser muito cativante mesmo e o romance dele parece ser bacana de acompanhar. Enfim, gostei da dica e espero ter oportunidade de ler algum dia.

    Beijos :*

    Curtir

  14. Oie,
    gostei muito sobre a forma como vc descreveu a dificuldade das personagens. Não porque as pessoas acham um tema polêmico quando se tem gays e lésbicas. Super concordo com você por colocar o livro para todos os públicos. O rodrigo deve ter um passado bem difícil, fiquei curiosa com essa obra. Gostei da sua leitura, vou querer ter a minha própria.

    Curtir

  15. oi oi,
    É tão bom quando a gente termina a leitura com um sorriso no rosto, não é?!

    Eu gostei da sua resenha. Foi sincera e contou todos os pontos positivos do livro. O enredo da obra e os personagens são bem construídos. Mas, acho que não leria já que estou entrando de cabeça nos livros de Romances de Época.

    Beijoss, Enjoy Books

    Curtir

  16. O enredo não chamou muito a minha atenção, mas o que me fez realmente me desinteressar foi esse final que te fez ficar catando seus caquinhos… Sei lá, fico com medo de ser algo muito trágico, prefiro evitar. Que bom que curtiu a leitura.

    Curtir

  17. Oi, tudo bem? Sua resenha me deixou encantada pois esse livro parece ter uma história linda e cheia de reflexões. Fiquei curiosa para saber o que acontece no final que deixou seu coração em caquinhos.
    Dica anotada.
    Bj

    Curtir

  18. Olá,adorei a resenha,o livro parece ser bem leve e um romancezinho bem clichê mas só pelo fato de trabalhar com um amor gay ja tira todo o clichê da nossa cabeça
    Achei maravilhosa a atitude do autor de mostrar a realidade de um romance gay e as duvidas,incertezas e problemas que eles passam,dica anotada

    Curtir

  19. Até pouco tempo não conhecia o livro, mas adoro romances principalmente os mais desenvolvidos, não conheço o autor, iria conhecer sua escrita por ”Sem amor, só a lou(cura)” mas agora pensando bem acho que irei arriscar em Clér. Amo esses livros que trazem uma reflexão, principalmente quando mostram o preconceito.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s