Resenha #32: Proibido, Tabitha Suzuma

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trouxe mais um livro lido para o desafio Obverso Books, que tinha como tema um livro polêmico. Como venho a muito tempo escutando só elogios sobre Proibido, resolvi ler e resenhar para vocês, vamos conferir?

10505411_10154287066625184_6784387262962502572_n

Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de
uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.

Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.

Eles são irmão e irmã.

Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

O livro traz uma mensagem muito bonita mas, ao mesmo tempo, me incomodou terrivelmente. Temos como protagonista Maya e Lochan, dois irmãos que foram obrigados a assumirem os papéis de responsáveis pela casa e por seus 3 irmãos mais novos porque seu pai foi morar com a nova esposa no outro lado do mundo e sua mãe é alcoólatra.

A mensagem bonita está aí, eles fazem de tudo para manter a família unida e não deixar seus irmãos serem levados pelo conselho tutelar. A maneira como eles se ajudam a cuidar das crianças é extraordinária e grande parte do livro me deixou pensando que é necessária uma força tremenda para aguentar tudo isso o que estão passando. As crianças também são maravilhosas, e a cada página do livro vamos nos apegando mais a eles.

Até que chega o momento em que começa o relacionamento amoroso entre os irmãos. Para ser sincera, se eu não soubesse que isso era o tema principal do livro, eu teria entrado em choque. Primeiro, ambos os irmãos têm sentimentos muito possessivos sobre o outro, não querendo que namorem e etc. Segundo, na cabeça de Maya, tudo aquilo que eles estão fazendo é completamente normal, ela não entende o que poderia ter acontecido de errado, ela apenas acha que seu irmão é a sua alma gêmea e está perdidamente apaixonada por ele. Lochan, por outro lado, tenta por um juízo em sua cabeça e diz que eles não podem fazer isso, que é contra a lei e coloca também a segurança dos irmãos mais novos em jogo. Mas é claro que a vontade é maior e eles simplesmente não param.

Devo dizer que isso livro me deixou extremamente desconfortável, porque a narração da autora é extremamente boa, alternando entre os pontos de vista dos protagonistas. Parecia que eu estava ali vivenciando esse amor proibido com eles, e cada vez que eles ficavam juntos eu pensava “meu Deus, apenas parem”.

Como vocês podem imaginar, a história não pode ter terminado de uma maneira feliz. Não vou contar como termina para não acabar com a graça, mas eu achei o final perfeito e de quebrar os nossos corações. Perfeito porque era a única saída que conseguiria dar uma basta neste relacionamento e de quebrar o coração porque foi extremamente triste. Os personagens a todo momento nos diz que realmente se amam e querem fugir para viverem como um casal normal. Mas, ao contrário das maiorias das histórias que leio, simplesmente não conseguia torcer por eles. Não dava, não entrava na minha cabeça.

Proibido é um livro forte, que nos traz lições valiosas e muito bonitas e nos mostra um tipo de relacionamento que nunca poderíamos pensar que existia. É de partir o coração e vai te deixar com uma tremenda ressaca literária.

Até mais, pessoal!

 

Anúncios

25 comentários sobre “Resenha #32: Proibido, Tabitha Suzuma

  1. Finalmente eu vi uma resenha que mostra os verdadeiros sentimentos durante a leitura desse livro. Eu ainda não o li e já tenho uma antipatia enorme por ele, não aceito uma relação que deveria ser pura, ser manchada com tamanha hipocrisia. Não sinto a menor vontade de ler esse livro e fiquei satisfeita em ler a sua resenha e saber que suas impressões com a obra são parecidas com as minhas que nem li, o fato de você não aceitar o casal e não torcer por eles é bem o que eu penso também. Agora, gostei de saber que eles não terminam juntos, de verdade, eu sempre imaginei que eles viveriam felizes para sempre, sobre o que pôs um fim no relacionamento eu imagino que tenha sido a morte de um dos dois, talvez os dois.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá
    Eu já conhecia a obra desde a sua época de lançamento pela editora Valentina. Eu nunca ali nenhum livro que traga esse ensesto nas sua páginas rsrs. Realmente, você tem esta bem preparado para ler esse livro se não,sem dúvidas, o choque seria muito grande mesmo. Eu acho que não teria muito problema com a leitura, e pelo que você falou,ela é poética e surpreendente. Nas confesso que fiquei um pouco surpreso por saber que a irmã é tão assim com o relacionamento rsrs. Adorei a resenhei quero muito poder ler esse livro. Até mais vê
    Abçs

    Curtir

  3. Você achou o final deste livro perfeito? Mellllllllllllllllllllllll dellllllllllllllllllllsssssssssssssssss que coisa triste foi aquilo. Não me senti desconfortável com a leitura, apenas pela tristeza que cada personagem trazia e claro, por imaginar que não terminariam bem. Mas é um dos livros mais emocionantes que já li e me ajudou a desconstruir tabus na minha mente.
    Beijos

    Curtir

  4. Sempre quis ler esse livro, mas fico indecisa por isso mesmo, eles são irmãos e com certeza não acaba bem. Eu tenho a tendencia a ficar depressiva qdo livros não acabem bem hahaha, mas sua resenha ficou ótima, realmente soube passar suas impressões de forma objetiva. Adorei!

    Curtir

  5. Eu tenho uma vontade enorme de ler esse livro, mas justamente a ideia do incesto me incomoda um pouco. Não sou o tipo que me chocaria com tudo e tal, mas sei lá… é meio estranho! Saber que o livro não acaba mt bem, tbm me tira um pouco a vontade, mas espero le-lo um dia…

    Raíssa Nantes

    Curtir

  6. Olá!! 🙂

    Eu não conhecia o livro, mas recordo-me de ver a sua capa algures. Não conhecia o tema, mas realmente tem muito que se lhe diga! 🙂

    Eu realmente quero ler! 🙂 Aprecio bastante esses finais não felizes… Não e problema nenhum para mim! 🙂 ahah Ainda que as vezes custe mesmo! 🙂

    Boas leituras!! 😉
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    Curtir

  7. Olá!
    Já li esse livro e, diferente de você, torci demais pelos protagonistas. Veja, eu sabia que a coisa era errada, mas não tinha como, o amor que eles sentiam era demais e me conquistou. A única ressalva que tenho é quanto a Maya, também não conseguia ver como tudo para ela era normal. O final foi perfeito e não poderia ser diferente mesmo.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    Curtir

  8. Meninaaa!
    Eu sempre via essa capa e título, mas, nunca tratei de saber sobre o que era. Nossa, não sei nem o que dizer. Deve ser mesmo um livro muito forte. Confesso que me deu uma vontade enorme de realizar a leitura, mas ao mesmo tenho sinto como se talvez pudesse não dar certo. Contudo o fato de dizer que o final é ótimo me animou… Adicionado ao skoob!
    Resenha maravilhosa!

    Curtir

  9. Acho que esse foi o livro que mais me fez chorar na vida. Sério, eu fiquei horas depois de terminar a leitura chorando abraçada com o livro e com o rosto todo inchado. Sem contar que fiquei quase um mês sem conseguir ler nada de tanto que ficava pensando na história, nos personagens e em como colocar tudo na minha resenha (e ela ficou enorme!!!).
    Diferente de você, não fiquei chocada com o relacionamento. Não que eu ache correto e tal, não que eu não tenha estranhado, mas torci pelos dois pois para mim, ficou muito claro que eles desde muito cedo deixam de ser irmãos para serem o pai e a mãe dos mais novos. O interessante é que a Maya tenta pensar em seu outro irmão como ela pensa no Lochan e acha esquisito e nojento, então eu torci sim por eles. Porque achei muito mais errado os dois terem que assumir a família, porque achei muito mais errado uma menina de 4 anos saber que não adiante pedir carinho para a mãe pois ela não irá dar, porque achei muito mais errado um monte de outras coisas na história do que o romance deles…
    Mas, não pense que estou defendendo o livro ou então julgando sua resenha… É que esse é um livro que me empolga e não sei falar pouco sobre ele. Gostei muito de como você escreveu sua resenha mesmo sendo contra o relacionamento e não torcendo pelos personagens. Entendi muito bem seu ponto de vista e sua opinião. E, preciso te dar os parabéns por isso… Porque você não detonou o livro como eu vi em uma ou outra resenha só por não achar o romance dos dois certo. Até porque a Tabitha escreveu tudo tão bem que é uma pena não indicar só por não concordar com o assunto que ela aborda. Novamente, parabéns pela resenha!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    Curtir

  10. Oi, tudo bem?
    Quando eu iniciei essa leitura, eu confesso que tinha muito receio de não gostar, de me sentir incomodada com o amor da Maya e do Lochan, mas eu fui completamente arrebatada por essa história.
    Mesmo sabendo que era errado eu torci demais pelo amor dos dois e em nenhum momento senti repulsa da história, tão bem construida ela foi pela autora.
    O final me deixou despedaçada, acho que nunca chorei tanto com um livro, mesmo assim foi perfeito.
    Amei esse livro, essa história. É sem dúvidas um dos meus favoritos.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    Curtir

  11. Cara! Que livro louco! Irmãos se apaixonarem, que doidera! Mas confesso que achei o livro bem instigante e ao mesmo tempo intenso, adorei a premissa e quando vi que os irmãos estão apaixonados um pelo outro, fiquei sem reação, vou ter que ler para conhecer ainda mais essa história.

    Curtir

  12. Olá, quando li o livro também me deparei defrontando meus sentimentos. Também acho o tema forte, mas que com a escrita da Tabitha a gente consegue entender um pouco. Foi angustiante o final, e confesso que até hoje não aceito, pois podia ter uma alternativa e foi um dos livros que mais me marcou. Sua resenha ficou ótima.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    Curtir

  13. Hey, tudo bem? Gostei muito da resenha!! Eu acho que também me sentiria altamente desconfortável pelo fato de se tratar de um romance entre irmãos de sangue, mas ainda assim quero fazer a leitura e matar minha curiosidade sobre esse final, que fez tanta gente chorar e que você, indo contra a multidão, gostou hahahha.
    Beijos!!

    Curtir

  14. Eu queria ler esse livro quando foi lançado apenas pela capa, mas depois que ele começou a ser resenhado e todo mundo contou que os irmãos se relacionavam perdi completamente a vontade. Incesto é algo que definitivamente não entra na minha cabeça, por isso passo a dica, apesar de amar livros que partem o coração do leitor.

    Curtir

  15. Oi Carol, sua linda, tudo bem?
    Essa é uma das histórias mais difíceis que já li na vida. Nossa, chorei tanto, mas tanto. Não consegui esquecer o livro por mais de uma semana. E me vi várias vezes do nada lembrando de algum sentimento deles. Esse deixou cicatrizes, fiquei destruída com o final. Pelo visto, você foi mais uma a ter o coração atingido. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    Curtir

  16. Nossa, amei sua resenha e acredito que sentiria o mesmo que você se lesse essa história. Desde o lançamento confesso que corro desse livro, principalmente porque também não entendo nem aceito esse tipo de “amor”. Entendo todo drama familiar que eles vivem, mas penso que nada justifica eles deixarem de se ver como irmãos só pq tiveram que criar seus irmãos mais novos, passando assim a se desejarem como homem e mulher “país de família” com certeza eles precisam de tratamento psicológico. Mas enfim gostei de conferir suas impressões e saber um pouco mais desse enredo. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    Curtir

  17. oooi
    Ja havia visto outras resenhas sobre este livro e essa polemica de “amor proibido” que ele causa realmente me deixa mais e mais curiosa pra saber o que houve no final
    Voce transpareceu bem sua ideia sobre o livro, dá pra sentir sua “indignação” sobre o romance deles, voce se preocupou em nao dar spoilers e ficou tudo ótimo!
    Beijoos ☕

    Curtir

  18. Oi, tudo bem?

    Esse livro desde o seu lançamento é muito comentado e suas resenha são sempre fortes. É um livro que fala sobre vários problemas e sobre um tipo de relacionamento que é estranho para muita gente. Eu não li o livro e não tenho interesse. Acredito que temos que ter a mente aberta para todo tipo de leitura, mas quando existe algo que você sabe que não vai te fazer bem então não ultrapasse o seu limite. Bela resenha.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s