Resenha #40: Will & Will, David Levithan e John Green

Olá pessoal, tudo bem?

Começando mais um semana com uma resenha muito legal, essa era o único livro do John Green que eu ainda não tinha lida e estava com muita vontade, vamos acompanhar?

images-livrariasaraiva-com-br

Título: Will & Will
Título Original: Will Grayson, Will Grayson
Autores: John Green e David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 352
Ano: 2013

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

Esse livro foi uma leitura bem gostosa, apesar de eu conseguir definir claramente qual autor escrevia cada capítulo. Temos o Primeiro Will Grayson, que é um personagem comum e tem como melhor amigo Tiny, o cara mais gay e popular da escola. Will vive uma vida sossegada, sem muitos amigos e sem muita ambição. Se o livro fosse narrado só por ele seria muito mais legal. Mas é uma pena que não é.

Porque aí conhecemos o segundo Will Grayson. Totalmente chato, sem amigos, que se faz de coitado e maltrata a mãe só porque se acha doente e sem conserto. Sério, logo no primeiro capítulo narrado por ele eu já senti essa antipatia tremenda e fiquei me segurando para não pular os seus capítulos, porque sua história é extremamente chata.

Os capítulos são alternados entre esses dois Wills, que ainda não se conhecem, mas o destino irá fazer eles se juntarem. Uma coisa que me irritou profundamente é que, nos capítulos do Segundo Will, não existe letra maiúscula! Sério gente, isso foi mais um ponto totalmente negativo para esse personagem e a escrita do autor, que não me ganhou nenhum pouco. Entendo que utilizaram isso para diferenciar um pouco os dois personagens, porque realmente pode ser confuso, mas eu acho que só pela personalidade deles e pela maneira que tratam as pessoas ao redor, seria muito fácil essa diferenciação, não precisava ser uma coisa tão radical assim.

A trama não tem nada demais, no começo eu achava que os dois meninos iriam se encontrar e se apaixonar, mas não é nada disso. O Primeiro Will é hétero e não sabe se está apaixonado por uma de suas amigas. Já o Segundo Will é gay e marca um encontro com seu namorado virtual, que mais tarde ele acaba descobrindo ser sua “amiga” Maura. Assim os dois Wills se encontram, em uma loja pornográfica no meio de Chicago, enquanto um espera seus amigos saírem de um show e o outro seu namorado virtual.

O Segundo Will engata em um romance com o melhor amigo do Primeiro Will, Tiny, que eu acho essencial para o crescimento do personagem. Não sei se foi o amor que o mudou ou ele apenas amadureceu um pouco mesmo e conseguiu ver o mundo com outros olhos, mas ele se tornou um personagem até que suportável com o passar da história. Devo dizer também que o livro foca muito em uma musical que Tiny está fazendo na escola sobre a sua vida (essa história não colou muito para mim, que escola deixaria um aluno fazer um musical sobre a sua vida?) o que eu achei que deixou o livro bem maçante também.

O final foi bem legal, com um sentimento de união entre todos e nós temos a sensação que  tivemos a oportunidade de acompanhar o crescimento de alguns adolescentes, dois em especial, demonstrando a diferença que o amor faz em nossas vidas.

Até mais, pessoal!

Anúncios

31 comentários sobre “Resenha #40: Will & Will, David Levithan e John Green

  1. Olha eu tenho qie confessar que eu nao leio mais nada do Jonh.a escrita dele para mim se tornou muito chata depois de cidade de papel. Pelo amor. Não me desce.
    Mas que bom que você conseguiu ler todos. Parabéns pela resenha.

    Beijos.

    Curtir

  2. Ola
    Eu também ja fiz essa leitura e gostei bastante do desenvolvimento. Sou suspeita em comentar, mas gosto muito do trabalho dos autores. Realmente é uma leitura bem gostosa, e confesso que não conseguia decifrar muito qual autor estava escrevendo… de qualquer maneira, vale a pena fazer essa leitura.. a capa é muito linda ❤
    Beijos, Fer
    http://www.segredosemlivros.com

    Curtir

  3. Aiiii menina, esse é o único livro que não tenho do John e isso me corrói que se nem imagina, fiquei apaixonada pela sua resenha e gostaria muito de realizar a leitura, por mais que muitas pessoas dizem que a história não é muito boa como os outros livros.
    Abraços

    Curtir

  4. Eu fiquei meio assim de ler esse livro porque não gosto mesmo do Jhon Green, tudo que li dele até agora foi extremamente triste e isso me deixa com o pé atrás, mas esse em especial eu pretendo ler em breve por achar a temática bem diferente. Beijos

    Curtir

  5. Oie!
    Eu não gosto muito do John Green, mas já gosto do David Levithan. Tanto que foi por causa desse autor que eu comecei a ler o livro. Gostei muito da história, assim como dos personagens.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    Curtir

  6. Oi! Tenho esse livro há um bom tempo, mas até hoje não o peguei para ler. Já li outros livros do David e outros do John e, depois de um amadurecimento literário, comecei a deixar os livros deles para momentos que preciso de leituras leves e sem grandes tramas e reviravoltas. Só pela sua resenha, já criei uma antipatia com o segundo Will hahahahah Beijos.

    thehouseofstorie.blogspot.com.br

    Curtir

  7. Olá, tudo bem?

    Diferentemente dos outros leitores acima, eu não tenho esse livro e apesar da sua ótima resenha, não é uma temática que me agrade, por outro lado fiquei contente que tenha chegado ao fim da leitura e gostado do final, do sentimento de união entre todos! Gostei da sua resenha, pois ela ficou objetiva e clara!
    Bjus

    Curtir

  8. Olá,

    Já faz um tempo que li esse livro, e seu post me deu uma baita saudade dessa história.
    Há uma conexão tão grande entre os autores que é difícil mesmo saber quem está escrevendo o quê. Eu adorei esse livro é sou muito fã de ambos os autores. Essa é uma parceria de sucesso e espero que eles escrevam mais.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    Curtir

  9. Ainda não li nada do John Green, acredita? Confesso que não tenho muita vontade. Recentemente comprei a culpa é das estrelas pra ver o que tem de tão especial nesse livro que todos falam.
    Quanto a Will Will nunca tive vontade de ler. Me parece um pouco chatinho.
    Adorei sua resenha super sincera!

    Curtir

  10. Oi, Carol!
    Este livro foi o meu primeiro contato com os dois autores. Por isso, não tinha referências para saber quem era qual Will, só descobri beeem depois. E embora não me interesse tanto por John Green – adoro ele comentando sobre futebol no Twitter, mas não consigo ler os livros dele; Will & Will me apresentou David Levithan, que se tornou um dos amores da minha vida. Como você, a falta de pontuação na parte do 2º Will me deu agonia. Mas ao contrário de você, eu dei gargalhadas com o Tiny Cooper. Tanto que depois li o livro que é o roteiro do musical dele. O bom é que, no geral, você gostou da experiência. Beijos!

    Curtir

  11. Oi. Li esse livo já faz um tempinho e gostei da leitura. Lembro pouco da história agora, mas lembro e alguns detalhes que me divertiram muito durante a leitura. Estou com mais dois livros do David para ler, acho que vou ler ano que vem.

    Curtir

  12. Eu nunca li nada do John Green e nunca tive interesse pelos livros dele. Will & Will é o único que sempre tive vontade de ler, desde quando foi lançado. Ele está na minha lista a muuuito tempo, mas até hoje estou enrolando pra comprar. Vejo muitos elogios a esse livro, então tenho uma grande expectativa, espero que seja alcançada.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    Curtir

  13. Olá!
    Fico feliz que a leitura tenha te agradado. Tinha muita curiosidade de ler esse livro, mas perdi um pouco a vontade após ler Dois garotos se beijando.
    Gostei muito da sua resenha e achei legal o final dar um sentimento de união.
    Entretanto, acho que esse é um livro que perdeu o brilho para mim e que não devo tentar ler.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    Curtir

  14. Oi, tudo bem? Eu li três livros do Green r ambos de alguns forma MS decepcionaram ou me irriraram profundamente então jurei nunca mais ler nada do autor. Esse livro não está na minha lista de leituras por ese motivo é pela sua resenha já dá para perceber que eu ia acabar não gostando desse também bjs.

    Curtir

  15. Olá, tudo bem? Então, só li um livro do John e acho que parei por aí já. Não consigo gostar nem das premissas dos livros dele e com esse não foi diferente. Pela sua resenha, mesmo que de alguma forma tenha a agradado, vi que estou até certa, há alguns pontos negativos que tenho certeza que também ficaria irritada, prefiro passar direto por essa. Resenha bem sincera, parabéns. Beijos.

    Curtir

  16. Oi, tudo bem?
    Eu li esse livro faz um bom tempo e lembro que gostei muito da história, tanto que quis ler tudo de um dos autores. Também lembro que gostei mais do primeiro Will, mas também gostei do segundo e fiquei apaixonada por Tony. Enfim, é bom ver que a leitura funcionou contigo também

    Beijos :*

    Curtir

  17. Sobre John Green só li dois livros dele, um foi A culpa das Estrelas e o outro Cidades de Papel. Amei os dois, principalmente o segundo.. Sobre o Levithan já tentei ler alguns livros mas a leitura dele não me co quitou e por esse motivo, não tive em curiosidade em conhecer essa obra. Que bom que você apreciou a leitura.
    Bjim!
    Tammy

    Curtir

  18. Olá!
    Desde que lançou esse livro ele não me interessou. Não gosto muito gênero e agora sabendo que a história tem um personagem chato aí que desanimou mesmo. A capa achei até legal, mas o enredo não me agradou. Então essa dica deixo passar.
    Beijinhos!

    Curtir

  19. Olá
    Eu conheço apenas as obras do John, mas eu não sei pq, não ando curtindo as capas dos livros, assim como esse não me encantou e nem atrai em nada. Sobre o enredo, eu curti o que foi passado por você na resenha, mesmo tendo um personagem meio chato, mas faz parte, talvez o chato pra vc, não seja chato para mim.
    Bjks

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s