Resenha #100: O Primeiro Homem Mau, Miranda July

Olá, pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês a resenha de um livro no mínimo diferente. Nunca tinha lido nada desse gênero e achei toda a história peculiar e um pouco louca. Contem-me nos comentários o que vocês acharam depois dessa resenha!

13774_gg

 

Título: O Primeiro Homem Mau

Autor: Miranda July

Editora: Companhia das Letras

Ano: 2015

Páginas: 304 páginas.

Skoob|Comprar

Um espetacular romance de estreia que é tão comovente, sujo, terno, engraçado — tão Miranda July — que seus leitores ficarão arrebatados. Cheryl é uma mulher reclusa e vulnerável. Ela é obcecada por Phillip, um sujeito galanteador e membro do conselho da empresa em que trabalha — uma organização que treina mulheres para autodefesa. Cheryl acredita que eles já fizeram amor em muitas vidas — mas ainda precisam consumar o ato nesta encarnação. Quando seus chefes pedem a ela que hospede brevemente Clee, a filha do casal, uma garota egoísta e cruel de 21 anos, seu mundo vira de cabeça para baixo. Mas é ela que traz Cheryl para a realidade e se torna o amor de sua vida. Lírico, engraçado, cheio de obsessões sexuais e amor maternal, este romance confirma Miranda July como uma voz espetacularmente original da cultura contemporânea.

Eu comecei esse livro por pura curiosidade, já que uma atriz que eu gosto muito estava lendo e indicou para todos. Eu não sabia o que esperar e logo no primeiro capítulo eu tive uma surpresa.

Não é uma obra comum. Trabalha o lado mais feio do ser humano, mas ao mesmo tempo descobre o seu lado mais bonito. Mostra que nada nessa vida é fácil de se conseguir e detalha o dia a dia de uma mulher de meia idade que se acha estabilizada na vida, esperando apenas o dia em que o amor da sua vida vai acordar do sonho e correr para os braços dela.

Processed with VSCO with a6 preset

Clee é aquela típica personagem feita para você odiar. E no começo você a odeia mesmo, mas com o passar do tempo ela vai te conquistando da mesma maneira que conquista Cheryl. Já Cheryl é uma personagem que leva muito tempo para você entendê-la, de tão complexa que é (e confesso que, mesmo depois de ter terminado a leitura, ainda não a entendi completamente).

A história é confusa no começo, mas depois que você pega o ritmo, tudo se desenvolve sem problemas. E o enredo não te leva para lugares que você imagina, a cada nova página lida é uma surpresa. Vai te fazer amar, mas também vai te fazer odiar as personagens e as situações em que elas se colocam. Para alguns, pode parecer uma realidade totalmente diferente, e outras pessoas podem se encontrar realizando essa leitura.

Apesar de tudo, não sei dizer se foi uma leitura que eu gostei ou não. Eu me senti bem estranha enquanto lia, achava muitas coisas estranhas e situações que simplesmente não dava para acreditar. Mas tenho que dizer que o final foi tudo menos o que eu esperava. Lendo novamente o primeiro capítulo, eu jamais poderia imaginar aquele final, e com isso preciso bater palmas para a autora pela criatividade no desfecho.

O Primeiro Homem Mau é um livro diferente mas também não serve para qualquer tipo de público. Prepare-se para presenciar o melhor e o pior da natureza humana, de uma maneira simples e realista.

3 estrelas

Até mais, pessoal!

Anúncios

24 comentários sobre “Resenha #100: O Primeiro Homem Mau, Miranda July

  1. Oi Carol!

    Tudo bem? Então, eu não consegui ficar empolgada com a narrativa. Faz pouco tempo que li um livro com um começo bem confuso e estou sem paciência para isto agora. Sei que não iria me prender.

    E sobre não conseguir saber se você gostou ou não da história entendo completamente o feeling! Caramba, eu passei por isso em dezembro, até agora não sei se o livro foi bom ou não para mim…

    Enfim, como disse, não consegui me empolgar com o que falou então vou passar o livro por agora. Quem sabe em outro momento?

    Beijinhos
    http://www.paraisoliterario.com

    Curtir

  2. Eu não sei se me daria bem com esse livro, você disse que se sentiu estranha em alguns momentos, algumas situações foram estranhas então acho que eu acabaria abandonando ele, infelizmente. Mas ainda assim parece ter sido uma leitura bastante válida pra ti, isso que importa.

    Curtir

  3. Olá Carol!!!
    Pelo que eu entendi totalmente do livro pelo que li é que ele é muito estranho rsrsrs
    Porém, acho que quando uma autora resolve trabalhar o pior lado do ser humano isso acaba sendo natural pois não estamos acostumados a ver esse lado e isso acaba se tornando estranho e confuso.
    Mas ainda bem que de certa forma a autora lhe surpreendeu.

    lereliterario.blogspot.com

    Curtir

  4. Olá!
    Com uma capa dessas jamais imaginaria um enredo assim, na verdade o título com essa capa ficou bem estranho. A proposta é bem interessante e parece ter temas bem controversos né.
    Apesar da capa doida, leria se tivesse oportunidade.
    Beijos!

    Curtir

  5. Oi.
    Nos ultimos tempos tenho procurado livros que me tiram da zona de conforto e esse com certeza preeenche esse requisito. Fiquei curiosa para saber como a autora conseguiu surpreender tanto assim com o final.
    Beijos

    Curtir

  6. Olá, tudo bem?
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, mas ele parece ser bem diferente mesmo. Pelo menos, eu não me lembro de ter lido nada parecido.
    Confesso que não me senti muito atraída para ler não. Apesar de ser um ponto positivo o fato de ser um livro repleto de surpresas e ter um final completamente inesperado, acho que por ter esse início meio confuso e ser tão diferente do que gosto de ler não é uma leitura que me agradaria.
    Mas, adorei sua resenha e acredito que, para quem está a fim de sair da zona de conforto, pode ser uma ótima opção.
    Beijos!

    Curtir

  7. Oi Carolina, como está?
    Confesso não saber o que falar dessa resenha já que tu mesma não tem certeza se gostou ou não do livro, algo que nunca me aconteceu. E espero que não ocorra porque não sei mesmo como iria me sentir, ainda mais depois da descrição da história, que não parece com nada que eu tenha visto antes! E eu já vi uns negócios tensos.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky…
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    Curtir

  8. Olá Carol,
    É ruim quando vamos ler um livro muito indicado por alguém que admiramos e acabamos não amando a história tanto assim, não é? Eu não fiquei curiosa para ler esse livro, mas entendi o dato de ele ser mediano.
    Vou passar a dica, de qualquer forma.
    Beijos

    Curtir

  9. Senti que esse livro tem um tom de desgraçamento ???
    Eu já fique instigado a ler e confesso isso, gosto bastante de coisas que não são pra todo mundo, ainda mais quando você disse que vemos o pior e o melhor lado do ser humano. Creio que ficaria por horas refletindo sobre isso haha
    E esse final então, quero pra ontem.
    Adorei a dica, beijos.

    Curtir

  10. Oiii!

    Eu não conhecia esse livro e fiquei feliz em ver sua resenha por aqui. Fiquei curiosa por ser um livro que fala dos extremos. Outra coisa que me deixou curiosa foi o fato da autora ter criado um enredo que deixa o leitor confuso e envolvido ao mesmo tempo. Enfim, quero ler.

    Beijinhos,

    Curtir

  11. Oi!
    Não conhecia o livro ainda. Depois de ler sua resenha, creio que eu tenha ficado como você depois de ler um livro, só que no meu caso, não sei se leria ou se deixaria passar. Em todo caso, vou anotar a dica e depois eu vejo se me empolgo mais para começar a leitura.
    Beijos

    Curtir

Deixe uma resposta para Saga Literária (@sagaliteraria) Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s