Resenha #90: Alys – Elemento Alpha, Priscila Gonçalves

Olá, pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês a resenha de um nacional que me conquistou desde o primeiro parágrafo. Alys é uma surpresa tão positiva que é impossível não querer indicar para todos vocês. Vem conferir:

capa alys

 

Título: Alys – Elemento Alpha

Autor: Priscila Gonçalves

Editora: Pendragon

Ano: 2017

Páginas: 354 páginas.

Skoob|Comprar

Alys era só uma garota supervalorizando seus pequenos problemas adolescentes. Até que uma simples incursão abriu mais que o mundo que ela desejava conhecer. Abriu os seus olhos pra verdadeira natureza dos metais Nifrity e as responsabilidades de ser a única pessoa capaz de mantê-los em segurança. Agora, ela precisará desenrolar o emaranhado de segredos em que sua vida foi mantida, aprender a dominar seus poderes e encontrar seu guardião antes que a escuridão chegue. Uma aventura fantástica repleta de mistérios, aprendizado e superação, que levarão uma garota a se transformar em uma guerreira e encontrar o seu lugar no mundo.

Continuar lendo

Anúncios

Resenha #74: Legados – Herança de Sangue, Fernando Luiz

Olá, pessoal, tudo bem?

Hoje trouxe para vocês a resenha do primeiro livro lido em parceria com a Editora Olimpo, e é uma fantasia urbana que se passa, principalmente, no Brasil. Vamos conferir?

15591509_1521163514566848_8596624600405243074_o

Título: Legados – Herança de Sangue

Autor: Fernando Luiz

Editora: Olimpo

Ano: 2017

Páginas: 260 páginas.

Aquele que detiver a pulseira imortal, o Vigilante Negro se tornará afinal.

Não existe no mundo de hoje uma criança mutante que não tenha conhecimento desta história, é o sonho e o medo de muitos acordar com a pulseira, ou ver seu filho ainda jovem herdar tal legado, mas não é assim que funciona. Apesar de sempre e somente citar o Vigilante Negro, existem duas pulseiras: Shadow. Aquele que a detiver será o Guardião Negro, destinado a proteger o mundo em caos; Dragon. Aquele que a detiver se tornará o Vigilante Negro, destinado a salvar o mundo sem esperança. Irmãs, as pulseiras se comunicam partilhando memórias de quem as deteve, guardando informações para os próximos detentores.

Durante eras Guardião e Vigilante Negro responderam somente a uma única organização, o Conselho Mutante protege humanos e mutantes pelo mundo, coordena as atividades das duas lendas. Para os humanos, acreditar no Vigilante e na proteção do Guardião, não passa de uma falsa religião, histórias para crianças. A comunidade mutante nunca deixou de acreditar no Vigilante, mesmo estando desaparecido.

A pulseira escolhe seu próximo detentor no exato momento da morte do atual, transferindo-se automaticamente, repassando memórias e ensinando nos sonhos. A linhagem de detentores se mantém na família Vertigo há quase cem anos, passando de pai, para filhos, netos e atualmente se mantém no pulso dos bisnetos, antes dos Vertigo houveram outros detentores, suas identidades se perderam no tempo o que intriga a todos. Os poderes se mantém, sempre um mutante com habilidades pirocinéticas, ou para o governo um Elemental do fogo e um mutante com habilidades de cópia, isso graças a genética da família Vertigo faz do Vigilante e do Guardião Negro heróis únicos, capazes de conversar com seus alter egos, conhecendo mais sobre o passado e com isso salvar o futuro.

Continuar lendo

Resenha #68: A Rainha Vermelha, Victoria Aveyard

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês a resenha de uma saga que já dividiu muitas opiniões, e já vi várias resenhas tanto negativas quanto positivas, então resolvi deixar a minha para vocês, vamos conferir?

images.livrariasaraiva.com.br

 

Título: A Rainha Vermelha

Autor: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Ano: 2015

Páginas: 422 páginas

Skoob|Comprar

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

Continuar lendo

Resenha #08 – Divergente, Veronica Roth

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trouxe para vocês a resenha de um livro bem famoso, que teve até sua adaptação para os cinemas e a conclusão alguns meses atrás: Divergente.

SAM_5330.JPG

Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível.

Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Continuar lendo