TBR – Novembro

Olá, pessoal, tudo bem?

Pela primeira vez na história resolvi fazer uma TBR. Por quê? Bem, há alguns meses eu estou com uma ressaca literária HORRÍVEL (obrigada, Outlander) e simplesmente não consigo ler mais de um capítulo de qualquer outro livro por dia (mas, adivinhem só, já reli três volumes de Outlander, livros que têm mais de 1000 páginas). Então nada melhor do que colocar uma meta e depois dobrá-la, não é mesmo? Selecionei esses três livros como leitura obrigatória esse mês (tirando os de parceria) e pretendo compartilhar com vocês no Twitter o meu progresso, vamos lá?

vintage

1 – Caraval, Stephanie Garber

Eu fiquei louca quando esse livro saiu. Agora que eu tenho eu deixei de lado. Vai entender.

caraval

Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele.

Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

2- A Garota do Calendário – Março, Audrey Carlan

É uma série que eu estou curtindo muito, e os livros são tão pequenos que eu consigo ler um em uma tarde fácil. Por que ainda não li? Falta de vergonha na cara mesmo.

garota março

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

3- O Primeiro Homem Mau, Miranda July

É um livro que eu não conhecia e é totalmente diferente do que estou acostumada, por isso achei uma ótima pedida para sair da zona de conforto.

13774_gg

Um espetacular romance de estreia que é tão comovente, sujo, terno, engraçado — tão Miranda July — que seus leitores ficarão arrebatados Cheryl é uma mulher reclusa e vulnerável. Ela é obcecada por Phillip, um sujeito galanteador e membro do conselho da empresa em que trabalha — uma organização que treina mulheres para autodefesa. Cheryl acredita que eles já fizeram amor em muitas vidas — mas ainda precisam consumar o ato nesta encarnação. Quando seus chefes pedem a ela que hospede brevemente Clee, a filha do casal, uma garota egoísta e cruel de 21 anos, seu mundo vira de cabeça para baixo. Mas é ela que traz Cheryl para a realidade e se torna o amor de sua vida. Lírico, engraçado, cheio de obsessões sexuais e amor maternal, este romance confirma Miranda July como uma voz espetacularmente original da cultura contemporânea.

E aí, gostaram? Já leram algum? E qual é a TBR de vocês para esse mês?

Até mais, pessoal!

Anúncios