Resenha #67: Toda Sua, Sylvia Day

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trouxe para vocês a resenha de um livro que me conquistou desde a primeira página e fez eu ler a série inteira em menos de uma semana, vamos conferir?

images.livrariasaraiva.com.br

Título: Toda Sua

Autor: Sylvia Day

Editora: Paralela

Páginas: 280 páginas.

Ano: 2012

Skoob|Comprar

Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela – e provavelmente qualquer outra pessoa – já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer – Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam – o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.

Eu curto livros eróticos, porém não sou viciada e eles têm que ter uma trama muito boa para me conquistar. O que foi exatamente o que aconteceu nesse.

Apesar dos clichês do gênero que vocês já puderam conferir pela sinopse, é uma obra muito bem escrita e que trata de temas bem pertinentes, como o abuso sexual de crianças, depressão e mais algumas coisas.

Eva é uma protagonista bem decidida e que sabe o que quer da vida, um pouco diferente do que geralmente vemos nesses livros que retratam a mulher como boba, virgem e perdidamente apaixonada. Já Gideon é tudo o que uma mulher pode querer na vida: rico, maravilhoso e exala um sex appeal gigante, tanto que faz Eva cair a seus pés, literalmente, na primeira vez que se encontram.

A trama desse primeiro livro não tem muitas reviravoltas, apenas algumas brigas e a reconciliação do casal. E muitas cenas de sexo, muitas mesmo, acho que em todos os capítulos tem pelo menos uma e acredito que isso é por causa da química que os dois personagens tem, que é extraordinária.

É legal poder ver como o relacionamento dos dois se desenvolve de maneira totalmente rápida e tempestuosa, mas o legal é que podemos ver claramente como Gideon vai mudando enquanto passa mais tempo com a Eva e se descobre apaixonado por ela.

Sei que algumas pessoas detestam esse estilo de livro, da garota conseguir mudar o cara e tal, mas eu curto, gosto de ver o que uma pessoa é capaz de fazer por causa do amor, apesar de ser uma coisa fictícia.

A leitura é muito rápida, realizei-a no Kindle e é uma média de 1 livro a cada 1 dia e meio, para vocês verem como eu fiquei totalmente viciada nessa história. A escrita da autora é muito legal e as cenas eróticas são muito bem escritas, tanto que você consegue imaginar perfeitamente. Os capítulos são de um bom tamanho, o que faz a leitura ser bem fluída.

A minha experiência com a série tem sido bem positiva, então indico muito a obra para quem curte o gênero. E não se esqueçam de imaginar o Gideon como o ator Henry Cavill, que coube perfeitamente na descrição.

Até mais, pessoal!

Anúncios

23 comentários sobre “Resenha #67: Toda Sua, Sylvia Day

  1. Este gênero de livros não combina nada comigo e evito começar a ler qualquer um, porque sei que vou me arrastar por paginas que não vão me envolver. Mas sei que a serie e a autora, tem muitos fãs, mas eu mesma, não tenho interesse.

    Curtir

  2. Olá,

    Eu gosto de hot, mas sou muito seletivo ao escolher um livro. Odeio passagem machista no gênero e é nesse ponto que muitas autoras pecam, mas acho que faria a leitura dessa obra, nunca li nada Sylvia e quero dar uma oportunidade para ela! ♥

    → desencaixados.com

    Curtir

  3. Olá!! 🙂

    Eu não conhecia este livro mas já ouvi falar muito da autora… Contudo, não farei a leitura, porque não gosto de roamnces eróticos…

    Enfim, espero que continues a gostar da serie, que bom que ela avança tao rápido, e que gostaste da forma de aproximação das personagens! 🙂

    Boas leituras!! 😉
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    Curtir

  4. Também curto muito a literatura erótica e pornográfica, mas não gosto de romance-romântico erótico. Como você bem colocou, pela sinopse se percebe um texto clichê, mas, já tive esse livro, como outros da autora, e não gostei da forma como os assuntos foram tratados.

    Curtir

  5. Também fui conquistada desde o primeiro livro por essa série. Li os 3 primeiros e por falta de tempo, ainda não consegui ler os dois últimos. Amo Gideon e sou apaixonada por essa história. Preciso concluir urgentemente!

    Beijokas

    Curtir

  6. Olá!
    Eu sempre ouvi falar muito da série e como não conheço muito do gênero, gostaria muito de fazer essa leitura. Gostei que sua avaliação foi positiva, motivo que me leva a querer-lo mais ainda. Espero fazer a leitura em breve e claro, que me encante tanto quanto você.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    Curtir

  7. Vi uma ex aluna minha devorar esses livros na sala de aula, na época ela estava no 9º ano, ou seja, entre 13 e 14 anos,quando li a sinopse fiquei chocada, achei precoce! Mas enfim…Não curto o gênero, então não está na minha lista futura.

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    Curtir

  8. Infelizmente não curto livros eróticos, principalmente os que têm tantas cenas de sexo assim. Esse ainda ia acabar comigo com esse assunto de abuso sexual de crianças. Mas achei legal a protagonista ser decidida e fico feliz que tenha gostado. 🙂

    Curtir

  9. Tenho uma amiga que ama essa escritora e adora essa série. Ela me disse que é maravilhosa.
    Particularmente, eu gosto muito de livro hot. Pelo o que você falou na resenha esse foge do clichê, só por a protagonista não ser uma bobona já chamou minha atenção.
    Parabéns pela resenha. Não sei se lerei esse livro, mas anotei a dica que caso eu queira ler algo hot.

    Curtir

  10. Oi.
    O primeiro livro do gênero que li foi 50 tons, e gostei.
    O que eu não gostei foi a avalanche de livros que vieram depois que são praticamente cópias de 50 tons, o que me fez ter um certo preconceito em relação ao gênero. Hoje voltei a ler livros do gênero, mas tomo cuidado com o enredo, vejo se tem história ou se tudo que acontece é apenas um pretexto ou introdução para as cenas de sexo.
    Achei a resenha interessante, e acho que vou dar uma chance ao livro, principalmente por não contar com uma mocinha inocente e virginal.
    Quanto à mocinha que consegue fazer com que o mocinho mude, na ficção eu não me importo com o clichê, até acho bonitinho. Mas na vida real me faz lembrar das mulheres que mandam cartas para estupradores condenados oferecendo casamento, achando que eles mudarão por elas. No entanto, é aquela coisa, até um livro infantil e inocente pode ser influência negativa para quem tem cabeça fraca.
    Vou ler e depois falo o que achei.
    Beijos.

    Curtir

  11. Pingback: Resenha #70: Profundamente Sua, Sylvia Day | Arsenal de Ideias

  12. Muito legal conferir suas impressões positivas desse livro pq minha mãe ganhou leu e não gostou (ela não é muito fã do estilo e leu sem saber) e como gosto do estilo, leio Abbi Glines, Josy Stoque e afins acredito que irei gostar, vou pegar com ela para ler.
    Adorei saber um pouco mais sobre os personagens e fiquei curiosa para conferir as mudanças deles por amor. Valeu pela dica. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    Curtir

  13. Pingback: Resenha #92: Para Sempre Sua, Sylvia Day | Arsenal de Ideias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s