Resenha #68: A Rainha Vermelha, Victoria Aveyard

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês a resenha de uma saga que já dividiu muitas opiniões, e já vi várias resenhas tanto negativas quanto positivas, então resolvi deixar a minha para vocês, vamos conferir?

images.livrariasaraiva.com.br

 

Título: A Rainha Vermelha

Autor: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Ano: 2015

Páginas: 422 páginas

Skoob|Comprar

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

Eu até entendi as resenhas negativas sobre essa história, e confesso que isso foi o maior motivo de realizar essa leitura, para ver o porquê de tanta gente não ter curtido assim, e eu realmente entendi.

Neste primeiro livro pelo menos, a série é muito parecida com várias outras distopias que já vimos por aí, entre elas: A Seleção, Jogos Vorazes e Divergente. Se você já leu alguma dessas, com certeza vai encontrar alguma coisa aqui ou ali bem parecida, o que pode ter sido interpretado por muitos como uma coisa negativa, mas para mim não foi assim, porque gosto muito de referências em tudo o que leio ou assisto, então encarei essas passagens mais como isso mesmo.

A personagem Mare é bem difícil de gostar no começo, talvez por não encontrarmos nada em que nos relacionar com sua situação, mas com o passar do tempo sua personalidade vai nos conquistando e começamos a torcer para ela, o que para mim é uma coisa essencial nessas obras. Se eu não torço pela protagonista, eu tenho certeza que a leitura não dará certo para mim.

Os personagens secundários são muito bons também, mas a minha atenção vai para os dois príncipes, Cal e Maven, e suas personalidades totalmente distintas e que me conquistaram. E que também me fez de trouxa. Jamais imaginaria um plot twist como aquele que nos é apresentado nos momentos finais da obra e, apesar de algumas pessoas terem apontado como óbvio e que a história estava caminhando para aquilo faz tempo, fui surpreendida e foi exatamente aí que o livro me conquistou por inteiro.

A edição da Seguinte está maravilhosa, com essa capa brilhosa que diz muito sobre a história, além de uma diagramação muito bonita e com páginas amarelas. A leitura no começo é devagar, mas quando vamos nos aproximando da história ela se torna simplesmente impossível de parar e quando fechamos o livro temos a sensação de que precisamos do próximo volume o mais rápido possível.

A Rainha Vermelha foi uma leitura muito positiva para mim, e que se tornou uma das minhas favoritas até agora. Mal posso esperar para ler as continuações e ver se a minha opinião continua mesma, já que a história tem tudo para continuar ótima.

Até mais, pessoal!

Anúncios

21 comentários sobre “Resenha #68: A Rainha Vermelha, Victoria Aveyard

  1. Oii, tudo bem?
    Tenho esse livro aqui e fico feliz em saber que você gostou da obra. Não sabia que muitos não tinham gostado da de a rainha vermelha, ainda mais pq vi o quanto faz sucesso, mas gora fiquei ainda mais curiosa. Espero que eu possa me ligar a protagonista, pois odeio quando isso não acontece. Também espero que não tenha um final tão morno, pelo que parece é algo que já estava na cara que ia acontecer…. tomara que eu me surpreenda.
    Obrigada pela dica.

    Curtir

  2. Eu tenho os três primeiros livros da série,mas aindan estão lacrados,confesso que a sua resenha me animou para a leitura, ainda mais levando em conta que não li divergente e só li o primeiro livro de jogos vorazes, acho que a leitura fica algo mais inédito nem que seja um pouco, né?

    Curtir

  3. Oi Carol!

    Tudo bem? Já li A Rainha Vermelha e posso dizer mundo para ao qual somos apresentados é fascinante e viciante ao mesmo tempo. Durante todo o tempo o leitor é convidado a refletir sobre questões importantes como, por exemplo, a exploração exercida pelos mais fortes, as várias formas com as quais pode se subjugar alguém e a opressão há tanto tempo sofrida por um povo que acaba se tornando um fator cultural. Tudo isso permeado por uma fantasia muito bem criada.

    Eu concordo com você tanto no sentido de que é difícil sentir empatia e gostar da Mare no começo, mas no decorrer do livro ela vai se mostrando mais e mais e o leitor vai se vendo envolvido por ela e seus dramas, também concordo que os personagens secundários são muito carismáticos e e bem desenvolvidos

    Enfim, é uma obra maravilhosa e eu recomendo muito não apenas como uma leitura passageira, mas também como uma dessas obras que possam fazer com que possamos refletir.

    Beijinhos – Jessie
    http://www.paraisoliterario.com

    Curtir

  4. Oiii Carol, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, por isso irei pular a dica, desde que houve o lançamento da rainha vermelha me senti bem deslocada da história, ótima resenha.
    Abraços

    Curtir

  5. Olá,

    Eu não queria falar sobre isso, mas me senti obrigado. Enfim, hoje em dia as distopias são muito semelhantes uma as outras, porque os autores não sabem focar na distopia e sim no romance e/ou triangulo amoroso da história, por isso muitas pessoas estão desgostando cada vez mais das novas “distopias”. Por outro lado, eu tenho muita curiosidade em fazer a leitura dessa obra, a sua resenha me animou bastante e pretendo ler o mais rápido possível! ♥

    → desencaixados.com

    Curtir

  6. Oii, tudo bem?
    Fico feliz que você tenha gostado, ouço muitos comentários em relação a esse livro. No momento não é uma leitura que eu faria, tenho dificuldade em me adaptar a distopias, mas pretendo ler em breve.
    Muito obg pela dica.
    Bjos.

    Curtir

  7. Oi Amore,
    Até o momento a única coisa que me chamou a atenção nesse livro é a capa, mas ao ler sua resenha minha vontade aumentou, seja pelo fato de você mencionar que a leitura foi positiva pra ti, quem sabe eu dê uma chance futuramente!
    Beijokas!

    Curtir

  8. Olá!!
    Justamente por algumas pessoas compararem esse livro com jogos vorazes e divergente (que foram duas series que eu detestei) que ainda continuo com o pé atrás e fugindo dessa leitura e ainda mais com uma protagonista chatinha com ela…realmente não dá pra mim..quem sabe beeeem mais pra frente eu dê uma chance e resolva fazer essa leitura por hora deixarei passar!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/04/resenha-irmaos-de-sangue-trilogia-sina.html

    Curtir

  9. Olá, tudo bem??

    Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro… Que bom que você gostou! Mesmo apesar de ver tantas negativas. Eu sou que nem você, quando tem muita gente falando, mesmo que mal, fico curiosa e vou atrás hahaha
    A seguinte sempre arrasa nas edições né <33

    XOXO
    Umnovo-roteiro.blogspot.com

    Curtir

  10. Olá, tudo bem? Também sou uma fã da série e confesso que também não sei o porque de tantos comentários positivos. Gente, infelizmente o mercado de fantasia, é praticamente tudo igual. Raramente você acha algo que se destoa. Adorei os personagens também, o plot que me deixou com queixo caído, e acredite que Espada de Vidro é melhor ainda porque explora o lado político. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    Curtir

  11. Olá!
    Eu não me sinto atraida por essa série, acho que pq não gosto tanto assim do gênero, mas de tanto falarem dela capaz q eu me renda em algum momento rs
    Bom saber que vc gostou e foi esses pontos que fizeram uma parte dos leitores não gostarem.

    Beijos

    Curtir

  12. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler muitas distopias e apesar desse livro chamar a minha atenção, nunca parei para saber mais sobre ele e até mesmo pensar em ler, sabe? Mas gostei de conferir sua opinião sobre, pois agora sei um pouco sobre a história em si e também achei bacana os personagens secundários serem bons, pois muitas vezes eles são esquecidos e não tão bem trabalhados, né? Enfim, gostei bastante da sua resenha!

    Beijos :*

    Curtir

  13. Oi, tudo bem?
    Faz um bom tempo que essa série está na minha wishlist. Como você, também quero descobrir o motivo pelo qual fez tantos leitores se sentirem divididos com a história. Também acho essencial nos simpatizarmos com a protagonista, se ela fosse uma pessoa completamente odiável, a história não iria fluir facilmente. E já estou curiosa para descobrir esse plot twist, apesar de terem comentado de ser previsível demais e que mesmo assim você se surpreendeu. Espero muito ler logo e gostar como você. A edição me parece linda mesmo.

    Beijos! ♥

    Curtir

  14. Finalmente uma resenha positiva! ! Hahaha acho q é a primeira que leio e queria mt ver o ponto de vista de alguem que tenha curtido a historia. Ainda estou em dúvida sobre ler ou nao, mas sua senha me animou bastante!

    Atenciosamente,

    Tiago Valente

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s